[ Por que promovemos o acesso ao livro e à leitura? ]

Por que promovemos o acesso ao livro e à leitura?

Ler transforma a vida das pessoas. A leitura oferece acesso à informação, amplia o conhecimento, aumenta o vocabulário, melhora a capacidade de interpretação e comunicação, contribui para o desenvolvimento pessoal e dá suporte para a escrita. A leitura abre portas para outros mundos e dá asas à imaginação. Quem lê está, sem dúvida, mais preparado para os estudos, para o trabalho e para a vida.

Mas será que alguém adquire o hábito da leitura simplesmente porque dizemos que ela é importante? Por que será que alguém adquire o hábito de jogar futebol? Assim como outros hábitos, o da leitura dificilmente será adquirido por pessoas que só ouviram falar da importância dele. Para alguém se tornar leitor, precisamos, por exemplo, de livros de muitos tipos, sobre os mais diferentes assuntos. Mas será que os livros são suficientes? Se livros fossem suficientes para formar leitores, o problema estaria resolvido: bastaria distribuir livros e mais livros e o mundo estaria povoado de leitores!

  


Como livros não são vivos, não têm pernas para ir até as pessoas e nem boca para contar suas histórias, eles precisam de pessoas. Mário Quintana disse que "livros não mudam o mundo, quem muda o mundo são as pessoas. Os livros só mudam as pessoas". Da mesma maneira que nós dizemos que são as pessoas, e não livros, que formam leitores! Comunitários, professores, bibliotecários, pais, mães, avós, tios, irmãos e colegas: é por meio deles que conhecemos os livros.

 

 

Com livros de qualidade, mediadores de leitura e uma comunidade participante, as Bibliotecas Vaga Lume são capazes de incentivar o hábito da leitura.

A leitura em voz alta pode trazer resultados incríveis no desenvolvimento das crianças. Conforme a pesquisa realizada por Hart e Risley o hábito da leitura em voz alta, junto com outras atividades, faz com que crianças de 3 anos tenham um repertório de 30 milhões de palavras a mais do que aquelas com a mesma idade que são criadas em lares sem acesso ao livro e à leitura.

Ao apresentar diferentes culturas, o livro oferece também a oportunidade de conhecê-las e, assim, valorizar a sua própria identidade. Além disso, desenvolve a empatia pois, com as histórias, as crianças podem compreender e se reconhecer nos sentimentos dos personagens, se imaginando nas mesmas situações.

Dessa maneira  o livro nos ajuda a entender o mundo e a nós mesmos, trazendo elementos que ampliam nossas realidades e as experiências que vivemos.



HART, B., RISLEY, T.R., “The Early Catastrophe: The 30 Million Word Gap by Age 3” (A Catástrofe Prematura: A lacuna de 30 milhões palavras pelo terceiro ano de vida”), 2003. Disponível em (acesso em 24 de outubro de 2016): http://www.aft.org//sites/default/files/periodicals/TheEarlyCatastrophe.pdf

.

Compartilhe:
Share |

Cadastre-se abaixo para receber o Boletim da Vaga Lume!

Nome:

Email:

Rua Aspicuelta, 678, Vila Madalena - CEP 05433-011 - São Paulo - SP

Tel.(11) 3032.6032 Google Maps

Site: Communitas + Web e Ponto      Hospedagem: locaweb